Blog

Fique por dentro de conteúdos relevantes sobre a nossa área e acompanhe todas as novidades da Odonto Partners!

Setembro Amarelo na Odontologia: como podemos ajudar?

Segundo já deve ser do seu conhecimento, o #SetembroAmarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio.

De acordo com o próprio site que também leva o nome do movimento, “A primeira medida preventiva é a educação. É preciso perder o medo de se falar sobre o assunto. O caminho é quebrar tabus e compartilhar informações. Esclarecer, conscientizar, estimular o diálogo e abrir espaço para campanhas contribuem para tirar o assunto da invisibilidade e, assim, mudar essa realidade” (saiba mais em https://www.setembroamarelo.org.br/).

Na nossa área de atuação, essa pauta é da maior importância, tanto pela interação com os pacientes quanto pela própria atuação dos dentistas, que sabemos ter os seus “desafios”, não é mesmo?
A começar pelo que diz respeito aos dentistas, tal como estudos na área atestam, a nossa prática ao longo de muitos anos associada, por exemplo, à necessidade de atender os pacientes e de ao mesmo tempo gerenciar o próprio consultório ou clínica, entre outras inúmeras demandas, muitas vezes culmina com o surgimento de vários sintomas e doenças físicas, bem como do estresse e da própria depressão.
Em relação à nossa contribuição por meio dos atendimentos realizados, conforme alerta o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP), os cirurgiões-dentistas, “assim como outros profissionais da área da saúde, podem desempenhar um papel importante de prevenção ao atentar para sintomas físicos e comportamentais de seus pacientes”. Ainda de acordo com a advertência registrada na matéria, mobilidade dentária, retração gengival e até a perda dos dentes, além do próprio bruxismo, são algumas das consequências que podem ser desencadeadas pelos transtornos mentais, entre os quais está a depressão (saiba mais em http://www.crosp.org.br).

Então, vamos todos juntos apoiar essa causa?

Atentando-nos a esses aspectos que envolvem a nossa especialidade e atuando de forma multidisciplinar com outras áreas da saúde, é certo que, mais do que divulgar essa iniciativa, podemos contribuir de uma maneira mais efetiva nessa campanha pela preservação da vida. 😉

Comments

comments